dicas de marketing e negócios

  • Bruno da Roma

O que é um blog corporativo? Como criar um sem cometer erros?



Antes de abordar o tema, é preciso que compreendamos para que serve um blog.

Pode parecer uma questão simples. Você cria um blog para publicar conteúdos para as pessoas que se interessam por temas que estão relacionados ao seu negócio e procura por eles nos mecanismos de busca da internet.

Não é uma resposta equivocada à questão, mas não abrange toda a complexidade que envolve a criação, ativação e manutenção de um blog.

Você já ouviu falar em marketing de conteúdo?

O marketing de conteúdo é uma tática de marketing digital, que vem conquistando milhares de empresas mundo afora, que consiste em publicar conteúdos para atrair consumidores em potencial para o seu site e convertê-los em clientes.

Criar o blog alinhado à identidade visual do site é o menor dos problemas. Existem ferramentas que propiciam a criação de um blog em minutos. O importante é que ele esteja integrado ao site da empresa, de modo a viabilizar o sucesso das táticas de marketing de conteúdo, o que implica em trabalho profissional.

A boa notícia é que com um bom planejamento do site esse trabalho será feito uma única vez. Manter o blog funcionando de forma adequada e produtiva já é um outro problema, que vai exigir um esforço contínuo, que envolve técnica e criatividade.

Como deve ser o conteúdo

Pronta a estrutura do blog, o passo seguinte é começar a produzir. Sim, mas produzir o que?

Primeiramente, é preciso que haja um plano de marketing no qual se enquadre o conteúdo que vai ser publicado. Esse plano vai apresentar instruções a serem seguidas, como o tom do conteúdo, que deve ser alinhado ao tom da marca. Se sua marca fala uma linguagem diferente em cada canal de comunicação com o público, ela deixa de ser uma marca e se torna a Torre de Babel.

Outro aspecto a ser observado é o funil de vendas. Lembre-se de que a finalidade do conteúdo é criar uma interação com o público para que se desenvolva um processo que deverá levar as pessoas a se tornarem clientes da empresa.

As etapas do funil

Esse funil tem três etapas no marketing de conteúdo: descoberta e interesse; consideração e intenção; e avaliação e compra.

O conteúdo é o que conduzirá o passeio do seu futuro cliente através do funil. O mesmo deve ser adequado a cada fase do funil.

Na fase de descoberta e interesse, o conteúdo deve ter uma relação com o negócio. Por exemplo, uma empresa da área de tecnologia da informação deve abordar temas relacionados a gestão. Empresas da área médica devem falar de temas relacionados a saúde. Em outras palavras, nessa primeira fase você está prestando um serviço relevante, falando de temas que são do interesse do cliente.

É fundamental que esse conteúdo tenha o tom da marca, por isso os profissionais mais indicados são os das áreas de comunicação e marketing. É preciso que haja excelência no conteúdo, seja ele escrito, em foto, vídeo, infográfico, etc. Só assim, quando você convidar o visitante a preencher um formulário para receber o conteúdo por email ele vai se sentir inclinado a aceitar.

A fase dois do funil é a da consideração e interesse. Se você capturou o interesse do cliente pelo conteúdo, chegou a hora de apresentar o seu produto. Esse usuário possui um problema que o seu produto pode resolver e está considerando soluções. Nessa fase, você vai tentar mostrar que você tem a melhor solução, falando dos atributos do seu produto e fixando na cabeça dele, através de técnicas de comunicação, o posicionamento desse produto. É hora de você fazê-lo acreditar na solução que você está oferecendo. Nessa etapa é ainda mais essencial que o conteúdo seja elaborado por profissionais.

Na etapa derradeira, de avaliação e compra, o cliente já conhece a solução que você tem a oferecer. Está inclinado a comprar o seu produto ou o do concorrente. Nessa hora, a tática é criar estímulos para que ele tome a decisão esperada. Há uma série de técnicas a serem usadas e a escolha cabe ao seu departamento de marketing. Algumas empresas de marketing digital desenvolvem toda a rotina para o cliente.

SEO

Não acabou ainda. O SEO é uma técnica criada para otimizar o site para os mecanismos de pesquisa. O objetivo é fazer com que o seu site e o conteúdo postado apareçam, de preferência, na primeira página dos mecanismos de busca.

Para isso, é necessário descobrir quais são as palavras mais buscadas pelos usuários, que serão transformadas em palavras-chave, que precisam aparecer no conteúdo. Há várias formas de descobrir quais são essas palavras. Uma delas é o Google Trends.

A importância de criar categorias ou editorias

Para concluir, vamos cuidar da conveniência dos usuários. Estamos falando de navegabilidade, de facilidade de encontrar os conteúdos.

Para que isso aconteça, é essencial que o seu blog seja dividido em categorias. Quando você abre um jornal, as notícias estão divididas em editorias: política, esportes, economia, etc…

Quando você entra em uma loja virtual, os produtos estão divididos em categorias. O objetivo é que o usuário encontre com a maior facilidade possível aquilo que procura. Com o blog não é diferente.


comece a crescer agora mesmo com a roma

fale com um de nossos consultores

  • whats
  • linkedin
  • facebook
  • insta

Menu

Serviços

Contato

Endereço

Rua Rio Grande do Sul, 425

Sala 06 - Centro

Poços de Caldas, MG

© Roma inteligência em marketing, 2020.