O que podemos aprender com o BBB 20

dicas de marketing e negócios

  • Bruno da Roma

O que podemos aprender com o BBB 20

Diante de tanto burburinho, o que podemos aprender com o BBB 20? Afinal, a casa mais badalada do Brasil está de cara nova e esse formato têm sido uma verdadeira aula de marketing. 


Convenhamos, dessa vez o Big Brother Brasil está realmente diferente. Sendo que, uma das principais alterações no formato do programa, foi investir pesado em ações de marketing (dentro e fora da casa).


Tanto que, enquanto muitas pessoas se questionavam se já não era hora do programa chegar ao final, a produção resolveu inovar - o que deu muito certo! Nesse sentido, vamos entender o que podemos aprender com o BBB 20 no que se refere a estratégias de marketing.


Alterações que aumentaram a credibilidade do programa


Ao longo de sua existência o BBB tem sido bombardeado por críticas negativas. Como resultado, sua reputação foi dizimada gradativamente.


No entanto, essa última edição têm se apresentado como uma grande reviravolta na história do programa, que por sua vez, viu nos influenciadores digitais uma grande oportunidade.


A estratégia de trazer personalidades da internet para dentro da casa, foi um tiro certeiro, que atraiu um grande público. Obviamente, que muitas marcas se interessaram em patrocinar a nova edição, o que também resultou em um salto nessa edição.


Acontece que dessa vez, os próprios integrantes do BBB investem em estratégias comerciais durante o confinamento, potencializando suas imagens e dando uma verdadeira guinada em suas vidas profissionais.


"Misturar" influenciadores digitais com pessoas anônimas foi realmente um grande tiro no escuro, mas que consequentemente, instigou a curiosidade do público, fazendo com que o fôlego do programa fosse retomado.


Além disso, a união de mídia tradicional (TV) com mídia digital (Instagram, por exemplo) ampliou a audiência do programa, fazendo com que públicos diferentes se unissem em prol de um único objetivo: torcer por seus participantes favoritos.


Lembrando que grande parte da demanda da Central de Atendimento da Globo são de pessoas interessadas nos produtos usados por atrizes e apresentadoras da TV. Portanto, o BBB esteve atento a isso e de maneira assertiva, vêm promovendo uma verdadeira aula de marketing dentro da casa.


Ações de marketing dentro do programa


A saber que os influenciadores digitais são hoje, grandes divulgadores de marcas nas redes sociais, o BBB não perdeu tempo, fazendo dessas personalidades grandes porta-vozes dentro da casa.


Prova disso é que, estima-se que nessa edição o programa deverá faturar cerca de 200 milhões de reais, sendo que nas últimas edições não faturou nem 20 milhões.


Através do Marketing de Influência o programa apresenta exemplos claros de que é possível unir ações de Multiplataformas.


Vejamos o exemplo de Manu Gavassi, que por sua vez, viu na casa a oportunidade de expandir seu público, que até então, era voltado para os jovens.


A atriz e influenciadora, gravou diversos vídeos no formato storytelling - antes de entrar na casa - e tem postado no Instagram regularmente, a fim de garantir que seu público a acompanhe dentro e fora do programa.


Como resultado, em um único dia Manu ganhou mais de 1 milhão de seguidores, e após 2 semanas de programa, colocou outra estratégia do Marketing em prática, a chamada “Fórmula de Lançamento” - divulgando seu novo single, “Áudio de Desculpas”.


Outro exemplo claro de ação de marketing dentro do BBB, é o de Bianca Andrade (Boca Rosa). A influenciadora digital queria aumentar suas vendas e melhorar sua imagem pessoal perante ao público, por isso, uniu ações offline e online.


Como estratégia, adotou o "Personal Branding" (gestão de marca pessoal). Todavia, seu comportamento dentro da casa recebeu muitas críticas, resultando no efeito contrário, onde a também empresária, perdeu muitos seguidores nas redes sociais.


Isso nos ensina que, mesmo com muito investimento e uma excelente equipe, sua marca pode ser dizimada se sua empresa tiver um mal comportamento perante o público-alvo. Por isso, muito cuidado ao agir nesse sentido.


Cross Marketing e o aumento nos resultados dos Patrocinadores


Por fim, devemos destacar que dentre as inúmeras coisas que podemos aprender com o BBB 20 está seu imenso impacto gerado nos telespectadores.


Por meio do cross marketing -  onde a presença dos influenciadores nas mídias sociais potencializaram o alcance do programa, garantiu um aumento nos resultados dos patrocinadores.


Esse ano o BBB conta com 9 patrocinadores, que por sua vez, só no primeiro mês de programa tiveram um salto em seus números. Para se ter uma noção da dimensão dessa conta, segundo um levantamento realizado pela Comscore, mais de 17 milhões de pessoas foram impactadas de alguma forma, por algum tipo de conteúdo dos perfis oficiais do Big Brother Brasil.


Com relação aos patrocinadores, nomes como Burger King, Embelleze e Americanas, se destacaram, ocasionando muitas interações por post. A Americanas.com, por exemplo, foi a empresa com maior número de ações (7.397) entre todos os outros patrocinadores.


Em resumo, todos os patrocinadores viram suas marcas bombarem nas mídias sociais. Isso porque, tiveram suas imagens vinculadas ao programa, o que por consequência, é excelente para ambas as partes.


Viu só, quantas lições podemos aprender com o BBB 20?


Compartilhe esse conteúdo em seu Facebook e deixe seu comentário, pois é muito importante para nós!

comece a crescer agora mesmo com a roma

fale com um de nossos consultores

  • whats
  • linkedin
  • facebook
  • insta

Menu

Serviços

Contato

Endereço

Rua Rio Grande do Sul, 425

Sala 06 - Centro

Poços de Caldas, MG

© Roma inteligência em marketing, 2020.